Coluna da Dani

A importância da rotina do bebê – Minha experiência

Olá Amélias queridas! No outro post comentei que minha gravidez aconteceu muito rápido né, nem deu tempo para me preparar para ela… devorar livros, explorar blogs! Os 9 meses não são à toa, neste tempo forma-se uma bebê e uma mãe!

Eu fui a última do meu círculo próximo de amizades à engravidar, e como sempre fui muito observadora, minhas amigas foram minha fonte de “pesquisa” para muita coisa! Afinal de contas, a maternidade colorida onde tudo são flores é o que se vende por aí, então preferi me apegar à exemplos reais! Sou do tipo que acredita na importância da rotina, e logo nos  primeiros dias comecei à observar os hábitos da minha pequena e comecei a entender as suas necessidades. A rotina trás segurança para os bebês, eles gostam de saber o que vai acontecer, e como eu logo precisaria deixá-la aos cuidados de outra pessoa, isso ajudaria ela se sentir mais confortável na minha ausência. Além do que… uma criança alimentada e descansada é uma criança mais feliz.

Com 4 meses, precisei substituir a babá da Marina, a rotina ajudou até nisso, quando a nova babá começou eu consegui lhe passar uma espécie de “manual de instruções”; não teve erro… adaptação rápida das duas partes! Muitas mães possuem a dúvida: quando estabelecer uma rotina para os bebês? A opinião dos especialistas varia muito. Eu, na minha humilde opinião, acho que quem dita isso é o próprio bebê. Vai depender de quando ele começar à estabelecer um padrão de sono mais certinho, o que ocorre lá pelos 3, 4 meses. Algumas bebês, muito antes disso já começam a mostrar esses sinais. Foi o caso da minha pituquinha, que possui a genética do pai e da mãe…rsrs (Sabe aquelas pessoas que são capazes de passar o fim de semana embernado dormindo, pois é, somos desses). Com 1 mês, tiramos ela do nosso quarto, onde dormia em um moisés, e ela foi para o seu quartinho, que a mamãe arquiteta aqui fez com todo carinho do mundo! Aí ela começou a dormir a noite toda e junto veio a sua rotina!

bmpp9au5onpdp7q6l7a8v16x3

Com muita observação, vimos que ela tinha os horários mais ou menos certos em que fazia cocô, dormia, queria mamar. Não tem erro, é observação mesmo. Comece a prestar atenção nos sinais que seu bebê te dá; é importante ir anotando, hoje para facilitar o nosso dia, existem alguns aplicativos que nos ajudam nesta hora!

Depois de observar a rotina natural que o bebê vai criando você vai induzindo e repetindo aquelas ações. No início é preciso abrir mão de algumas coisas. Para mim por exemplo era importante que ela dormisse cedo, então no início ficamos mais em casa, seguindo a rotina até ela pegar o hábito! Mas acima de qualquer rotina está o bem estar da criança, afinal de contas estamos falando de um serumaninho lindo, e não de um robô minha gente. Nossa intuição tem que estar acima de qualquer planejamento, o que significa que não devemos por exemplo de deixar de alimentar o nosso filho por que não está na hora, se sentimos que ele está com fome.

Mas como nem tudo são flores, a rotina também tem as suas desvantagens. A Marina como disse, dorme cedo, por volta das 20:30, se estamos fora de casa e ela não pode dormir, acaba ficando mais enjoadinha, antes muito mais, agora que ela já tem 11 meses e se envolve brincando, fica melhor. Mas mesmo assim apesar destes contratempos ainda prefiro ter um dia a dia organizado a me apegar as exceções.

Selecionei alguns aplicaticos para vocês:

Baby Tracker

iphone01

Aleitamento

Essa ferramenta foi feita principalmente para mães que têm muitas dúvidas em relação à amamentação. Além de responder essas questões e dar dicas, o app também oferece um cronômetro e um diário para que a mãe possa manter um registro sobre a alimentação do seu filho. Há também um mapa que indica locais próximos que oferecem apoio, como bancos de leite, calendário de vacinas e notícias sobre o assunto.

New Baby

hh

O aplicativo permite um acompanhamento completo da rotina do bebê, registrando os horários de amamentação, troca de fraldas e última soneca, por exemplo. Os pais recebem notificações por meio de um alarme e todo o histórico fica salvo, podendo ser compartilhado com o médico ou até mesmo com familiares. Um dos três desenvolvedores do projeto é Bruno Pardini, que participou da primeira edição do programa Campus Mobile.

Baby Timer

O Baby Timer ajuda os pais a manterem um registro das atividades de seus filhos e não se atrapalharem na rotina. Além disso, oferece outras funções como um gerador de sons que acalmam os pequenos e uma luz que ilumina o quarto com cores suaves.

Mamãe Aplicada

O Mamãe Aplicada funciona como um registro digital do histórico médico do bebê, em que se faz um cadastro das informações de saúde, como tipo sanguíneo ou alguma condição específica. É possível calcular o calendário de vacinas, que envia notificações sobre as datas, e acompanhar o crescimento com curvas de peso e altura. Pais corujas podem ainda marcar momento como o nascimento do primeiro dente e os primeiros passos do filho.

rodape

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s